Loading...

Pequenos atos do cotidiano que fazem bem para a sua saúde mental

Tente desligar o celular por algumas horas por dia e aproveitar um pouco mais a vida. Faça isso em conjunto com as outras dicas que demos nesse artigo e repare no quanto sua saúde mental pode melhorar depois desse período, apenas com pequenos novos atos no seu cotidiano!

0
637

Às vezes as coisas simplesmente não dão certo. Podemos ter planejado tudo corretamente, seguido os melhores exemplos, colocado em prática a melhor versão possível de nós mesmos e, ainda assim, fracassar.

Ou então, podemos estar nos sentindo perdidos na vida. Sem propósito. Sem conseguir definir qual será nossa próxima etapa, qual a nossa meta. O peso das nossas rotinas diárias passa a nos puxar para baixo dia após dia.

Loading...

Nessas horas, é inevitável que uma certa melancolia tome conta da gente e nossa saúde mental passe a sofrer cada vez mais.

É então que devemos tomar certas atitudes, para evitar que cheguemos até o fundo do poço.

Nos cabe lembrar, em primeiro lugar, que não estamos sozinhos. Segundo dados da ONU e da Organização Mundial de Saúde, cerca de 23 milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de desgaste em sua saúde mental.

Em casos mais graves (ou se você simplesmente sentir que deve e que te fará bem) é recomendado a visita a um profissional qualificado para o início de um tratamento psicológico regular.

Para os outros casos, algumas medidas simples podem fazer a diferença entre um dia bom e um dia ruim.

Às vezes não nos damos conta, mas alguns pequenos atos podem elevar seu espírito e sua autoestima. Essa é uma lista de alguns deles:

1. Tome um banho quente antes de dormir

A hora de dormir é um dos momentos mais importantes do seu dia, pois é o momento ideal para fazer o balanço de tudo que passou e se preparar para os desafios que o amanhã ainda vai trazer.

Portanto, ter problemas para pegar no sono pode rapidamente se tornar uma bola de neve.  Estar cansado faz com que você performe pior nas tarefas do dia a dia, o que por sua vez te tira o sono de noite, e assim sucessivamente.

Leve o seu sono a sério!

Portanto, essa dica é especialmente útil se você sofre com insônia ou tem passado por períodos de extrema pressão em sua vida particular, acadêmica ou profissional.

Tome um banho quente, de cerca de 10 minutos, antes de dormir para aliviar o stress e combater a insônia.

O som e a sensação da água são relaxantes e melhoram a sua circulação. Além disso, entrar no seu quarto fresco depois de sair de um banheiro quente faz com que a temperatura do seu corpo caia lentamente. Essa queda de temperatura é um dos sinais que nosso cérebro interpreta como indicativos de que está na hora de descansar!

2. Decore sua casa com algumas flores

Chegar em casa e encontrar um ambiente arrumado e cheio de novas possibilidades pode ser uma das melhores formas de relaxar após um longo dia de trabalho.

Faxinar e redecorar seu quarto pode ser uma maneira de distrair sua mente e aliviar alguns dos piores sintomas da depressão e ansiedade. Alguns casos mais severos de depressão tendem a tirar a energia das pessoas, que param de limpar seus quartos e casas.

Novamente, o caso da bola de neve. Pessoas mais tristes tendem a fazer menos atividades físicas e limpar menos a casa e, ao mesmo tempo, estar em casas mais bagunçadas e sujas deixam as pessoas mais tristes.

Não precisa nem se tratar de uma reforma ou reorganização radical. Comprar mais plantas e flores pode modificar totalmente a maneira como você percebe sua casa e se sente dentro dela!

Pesquisadores de Harvard descobriram que pessoas em geral se sentem mais felizes e mais bem-dispostas quando estão perto de flores e plantas.

Por isso, se tiver condições, invista um pouco mais de dinheiro em alegrar seus ambientes com um pouco de vida.

Seja sua sala de estar, seu escritório ou até mesmo seu espaço para estudos, qualquer lugar pode se beneficiar com o acréscimo de algumas novas plantas.

3. Tire um rápido cochilo

A hora do cochilo pós-almoço é tradicional em algumas culturas e é implementada até em ambientes corporativos de alta pressão.

Não é atoa que esse hábito seja tão popular e não tem nenhuma relação com a preguiça das pessoas.

É cientificamente comprovado que é extremamente benéfico tirar um cochilo rápido, de 10 a 15 minutos, quando estamos com dificuldades de concentração ou empacados em algum problema difícil, seja na escola ou no trabalho.

A sensação revigorante provocada por esse rápido descanso pode ser a diferença entre um trabalho mais ou menos e um trabalho excelente.

Sendo mais produtivos e competentes (e menos sonolentos ao longo do dia!) ficamos mais felizes.

Nossa saúde mental agradece.

4. Dê um tempo das redes sociais

As redes sociais são responsáveis por algumas das maiores mazelas que o mundo conectado trouxe para a nossa sociedade e para a nossa saúde mental.

Nosso cérebro precisa de um descanso ocasional e de um tempo para não pensar em nada. Podemos tirar esse tempo de reflexão para elaborar uma ideia nova ou pensar com mais profundidade em algum sentimento que tem nos afligido.

O problema é que ultimamente, com o aumento do vício em celulares e redes sociais, não temos dado esse descanso para nossas cabeças. Qualquer segundo que temos de intervalo, já corremos para ver quem postou o que e onde determinada pessoa passou as férias.

Além disso, temos sérios problemas em comparar nossas vidas reais com as vidas que os outros propagandeiam nas redes sociais. Todo mundo posta fotos de viagens em paraísos exuberantes e fins de semana de diversão ininterrupta, mas ninguém compartilha as derrotas e as tristezas.

Assim, temos a tendência de superestimar as vidas alheias quando as comparamos com as nossas através das redes sociais.

Por todos esses motivos, ter intervalos conscientes das redes sociais pode fazer muito bem para nossa saúde mental. Pesquisadores comprovam que pessoas que usam menos aplicativos como o Facebook e o Instagram são mais motivadas, felizes e sentem menos frustração com suas próprias vidas!

Tente desligar o celular por algumas horas por dia e aproveitar um pouco mais a vida. Faça isso em conjunto com as outras dicas que demos nesse artigo e repare no quanto sua saúde mental pode melhorar depois desse período, apenas com pequenos novos atos no seu cotidiano!

Comentários