Loading...

Você já colocou o seu escudo para esse final de ano?

0
332
Final de ano

Você já colocou o seu escudo para esse final de ano?

O final de ano é um momento de comemoração, onde saímos de onde estivermos para encontrar a nossa tão amada família. O Natal, muito além dos presentes passa a mensagem de amor, cuidado e muito carinho.

É aquela época de retrospectivas, de pensar em tudo que houve de bom e começar as primeiras metas para o ano seguinte.

Mas por que é uma época difícil para tanta gente? Por que aquele desânimo para voltar a casa dos pais ou para as confraternizações em família?

Acontece que apesar de todo esse espírito natalino e do ano novo que está por vir, muitas famílias tendem a ser difíceis de lidar. Você tenta apenas passar um tempo com a família, mas não adianta, sempre tem os pequenos espinhos que ficam te espetando.

Por que você não visita mais vezes? Nunca vem aqui…

Confraternização
Unsplash

Essa acredito que seja a fala mais comum de todas. Você reserva aquele dia especial, vai almoçar e passar o tempo com a família e simplesmente não param de te cobrar por não ter vindo em outros dias.

Meu amigo, preste muita atenção aqui, você não precisa passar o tempo inteiro dando explicações. Você não precisa se sentir culpado ou alguém ruim só porque não está sempre na casa dos seus pais ou avós.

Cada um tem as suas prioridades, tem as coisas que se sente bem fazendo e tem os seus sonhos a alcançar. Não tem nada de errado em dedicar o seu tempo a isso.

O que faz ou fará a diferença não é a quantia de vezes que você visita alguém e sim o amor e carinho que você tem por essa pessoa. Você é livre para voar, não deixe a culpa cortar as suas asas não!

E os namorados? Quando vai casar? E os netinhos?

Você não tem obrigação de construir uma família agora, muito menos continuar um relacionamento infeliz apenas por causa de sua família. Você é livre para levar o tempo que quiser, afinal o que realmente é importante é se você está feliz.

Sabemos que esses questionamentos ainda são uma questão cultural, passada de membro para membro da família. Mas você realmente não precisa se prender a isso. Quem define como viver e em que momento dar um próximo passo e somente você.

Fulano agora é doutor, ciclano passou no concurso…

Para mim a parte mais inconveniente de todas são as comparações. Aquele sucesso definido apenas pelo valor do salário. Nessa hora minha dica é: respire fundo. Eu sempre busco desejar coisas boas a todos, mas isso não significa que seja legal ser o tempo todo comparada.

Tem pessoas que consideram sucesso ter estabilidade como em um concurso, outras acham que é ganhar mais dinheiro e outras é estar fazendo o que gosta. Sucesso não é para ser medido e muito menos comparado.

E mais um detalhe, as coisas não tem horário para acontecer. Se você começou a carreira dos sonhos aos 20 ou aos 50 é problema seu. Nem é um problema na verdade.

Cada um tem o seu tempo, sua forma de batalhar, suas metas e objetivos. Você não é seu primo, não precisa ter a mesma conta bancária e muito menos o mesmo diploma.

Você precisa ser você!

Vista a sua armadura e aproveite

Essas são algumas coisas que normalmente estão presentes na maioria das famílias e apesar de poucos falarem sobre isso muita gente sai chateada. Meu amigo ou minha amiga, não há nada de errado em se proteger, viu?

Você pode amar a sua família de todo o coração, mas você não precisa aceitar e se sentir mal por tudo que é dito.

É claro que as pessoas não costumam dizer essas coisas por maldade, como a palavra mesmo diz é só costume. Só que isso não significa que seja certo ou que seja legal. Isso não significa que você precise escutar e compensar.

O que eu te indico de todo o coração é que você crie o seu próprio escudo, a sua armadura. Vá para perto das pessoas que você ama nesse final de ano não só com carinho pelos outros, mas por você mesmo.

Não responda questões invasivas, não dê corda para comparações ou faça que nem eu, deixe entrar por um ouvido e sair pelo outro. Essas coisas eu realmente não levo para dentro de mim.

Só você sabe quais são os seus objetivos, seus grandes sonhos, suas pequenas metas e vitórias diárias. Só você sabe o quanto se esforça e o quanto ainda precisa se esforçar para chegar onde você quer.

Neste Natal presenteie você mesmo, não fique mal ou triste por percepções de outras pessoas.

 

Espero que esse texto tenha te ajudado e lembre, caso mesmo assim o ambiente familiar não seja positivo, você não tem obrigação nenhuma de ficar. Nada paga a sua saúde mental.

 

Um bom Natal e um próspero ano novo a todos!


Posts mais recentes


Ei, pergunta rápida

Você quer compartilhar seus pensamentos, fotos e vídeos com centenas de milhares de pessoas por semana? Conte sua história!

Comentários