Todo amor que houver em outro mundo

0
26

Todo amor que houver em outro mundo – Larissa Vaz Fadel

Flutuo nas lembranças que ainda não tenho
Sonhos, sons, água de riacho
Girassóis que não vi
Mas que habitam minha essência
Enfeitam-me
Amarelos, elos
Fios de ouro do sol
Magia nos olhos…
E cansaço !
Mas que ainda navegam mares azuis
Idealizados!
Onde alço voo livre
Lanço-me!
E num mergulho profundo
No cintilar do tempo
Limpo-me, liberto-me, lavo-me
De toda intolerância , de toda mágoa , de toda dor .
Amparada por anjos sem asas e pelo canto do rouxinol nas árvores que brotam na beira das nascentes .

Meus pensamentos sobrevoam o que ainda não foi
A tentar resgatar os olhos oblíquos
Os sonhos perdidos
A saudade do futuro verde
Esperança
Janela
Criança
Canção de ninar

Como águas a banhar minh’alma
Sedenta de tudo
De todo amor que houver em outro mundo .

Posts Mais Recentes

Isto foi útil?

Comentários